quinta-feira, 27 de abril de 2017

[TEXTO] Valor das Coisas

Algumas vezes eu me pego pensando em como não consigo entender as razões das ações de algumas pessoas, o mundo não é um lugar justo e não viemos até ele para julgar, mas sim para aprender e nos tornarmos pessoas melhores. É isso que eu busco, porém no dia-a-dia não consigo compreender como há pessoas que se desgastam e desgastam pessoas a sua volta; para mim, não me tornarei melhor enquanto não souber as respostas de muitas perguntas, como "por que ser estúpido gratuitamente?", "por que pessoas desperdiçam a vida enquanto outras buscam vivê-la plenamente" ou "como conseguimos fazer mal ao próximo sabendo do resultado de nossas ações?".
Eu assumo que não tenho controle nenhum do meu humor, mas eu gostaria de abrir um sorriso de bom dia todas as manhãs para as pessoas, pois sei a importância de transmitir boas energias. Também sei que as pessoas que sugam nossa energia muitas vezes o fazem inconscientemente por precisar mais que nós, talvez.
Fico feliz de saber que a vida tem me proporcionado muitos momentos de alegria apesar das minhas muitas maneiras de achar que a vida não tem sentido torcendo para que ela acabe logo. Isso não é justo pois sei que aí fora, nesse mundo enorme, existem muitas pessoas que dariam a vida por um vislumbre de felicidade. A vida não é justa.
Aprender com essas situações e enxergar as injustiças da vida me faz querer dar valor por tê-la. Eu sei que as coisas ruins não somem devido as boas, um limão não deixa de ser azedo só porque você colocou açúcar, entende? Mas se a vida lhe oferece um pote de açúcar, você bebe, dá valor, aprende a ser melhor e sabe que o mundo gira a todo momento, mas cabe a nós sabermos aproveitar cada grão de felicidade nos tempos bons e dar valor a eles nos tempos ruins.

(Jenifer Alana dos Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário