domingo, 11 de dezembro de 2016

[TEXTO] Sobre boatos

Ouvi dizer que seus sonhos se realizaram, que você finalmente se libertou das correntes que te aprisionaram e que agora você voa com as próprias asas. Eu me sinto tão feliz por estar feliz por você. 
Hoje eu vi aquele filme que você disse que adoraria assistir, me lembrei das risadas daquele nosso primeiro encontro de casal normal, passei pela sua rua e quase não reconheci sua casa porque você pintou o fachada se outra cor.
Me disseram que você entrou naquela faculdade que sempre quis e trancou a que só te prendia, você finalmente será tão extraordinário quanto era quando te conheci.  Eu me pergunto se eu te manchei com as minhas cores a ponto de você esquecer o que você era no início.
Coloquei aquela nossa música pra tocar, me lembro das vezes que dançamos enquanto ouvíamos... mesmo que não fôssemos bons nisso. Ao passar por aquela praça, me lembrei da primeira vez que você me beijou.
Eu ouvi dizer que você finalmente correu atrás daquilo que te fazia bem, ouvi dizer que depois de tanto bater em portas fechadas você finalmente encontrou em uma porta aberta o seu lugar no mundo. De tanto ouvir falar de você, um filme do passado passou por mim e eu me lembrei só das coisas boas que vivemos, eu fiquei feliz por nós dois separados porque certas vezes o amor é mais prisão do que união. Eu me sinto eu mesma aos poucos novamente, eu queria poder contar com você.
Eu só queria que você ouvisse dizer que eu voltei a acreditar nos meus sonhos, e que estou aos poucos colorindo a minha vida novamente na busca pelas chaves que um dia abrirão os portões da prisão onde eu mesma me tranquei e não lembro o caminho. Eu só queria que você ouvisse dizer que estou feliz por você e por mim também, mas que mesmo assim eu sinto sua falta.

(Jenifer Alana dos Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário